🔥 | Latest

Memes, Job Search, and 🤖: On International Women's Day To "Hamilton" Cast Donates Salaries Charity @balleralert IICIIARD RODGERS THEATRE AT THIS PERFORMANCE OF H★M I LTON MARCH 8th INTERNATIONAL WOMEN'S DAY ONAL Ladies and Gentlemen thank you for coming to the to arch entlera to ren/ Mom nort oave cho2to show. We would like to remind everyone that March suld n High. In sUpilton nforma is National Women's History Month and today is International Women's Day. In support of all women Day everywhere, a group of us at Hamilton have chosen to donate our salaries from tonight's performance to Dress for Success, an international charity that supports women entering the work force. We thank all the women in this building for being here today and celebrating with us. "Hamilton" Cast Donates Salaries On International Women's Day To Charity -blogged by @BenitaShae ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ In honor of National Women's History Month and International Women's Day on Wednesday, cast members of the hit Broadway musical, Hamilton, donated their salaries from the evening performance to Dress for Success, a global nonprofit organization that provides professional attire for low-income women to help support their job-search and interview process, according to the Hollywood Reporter. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ The audience of the Richard Rodgers Theatre in NYC were informed of the donation with a program insert, which was also tweeted by Javier Munoz. "We thank all the women in this building for being here today and celebrating with us,” read the announcement. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ The gesture comes from performers who are said to be among Broadway's best-paid. The minimum weekly salary for Broadway performers is $1,900, and lead actors receive a $500 raise for a Tony nomination. Hamilton won 11 Tony Awards in 2016.
Memes, Job Search, and 🤖: On International Women's Day To
 "Hamilton" Cast Donates Salaries
 Charity
 @balleralert
 IICIIARD RODGERS THEATRE
 AT THIS PERFORMANCE OF
 H★M I LTON
 MARCH 8th
 INTERNATIONAL WOMEN'S DAY
 ONAL
 Ladies and Gentlemen thank you for coming to the
 to arch
 entlera to ren/ Mom nort oave cho2to
 show. We would like to remind everyone that March
 suld n High. In sUpilton nforma
 is National Women's History Month and today is
 International Women's Day. In support of all women
 Day
 everywhere, a group of us at Hamilton have chosen
 to donate our salaries from tonight's performance to
 Dress for Success, an international charity that
 supports women entering the work force. We thank
 all the women in this building for being here today
 and celebrating with us.
"Hamilton" Cast Donates Salaries On International Women's Day To Charity -blogged by @BenitaShae ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ In honor of National Women's History Month and International Women's Day on Wednesday, cast members of the hit Broadway musical, Hamilton, donated their salaries from the evening performance to Dress for Success, a global nonprofit organization that provides professional attire for low-income women to help support their job-search and interview process, according to the Hollywood Reporter. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ The audience of the Richard Rodgers Theatre in NYC were informed of the donation with a program insert, which was also tweeted by Javier Munoz. "We thank all the women in this building for being here today and celebrating with us,” read the announcement. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ The gesture comes from performers who are said to be among Broadway's best-paid. The minimum weekly salary for Broadway performers is $1,900, and lead actors receive a $500 raise for a Tony nomination. Hamilton won 11 Tony Awards in 2016.

"Hamilton" Cast Donates Salaries On International Women's Day To Charity -blogged by @BenitaShae ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ In honor of National Wo...

Memes, Usa Today, and 🤖: Acredika Nisso? r a Missa e Cremédio para melhorar a saude fisica e mental, assegura cientista de Harvard /ACREDITANIssooFICIAL OACREDITANISSO @AcreditaNisso? O site ACI Digital informou que em uma coluna recentemente publicada no jornal americano ‘USA Today’, Tyler J. VanderWeele, professor de epidemiologia na Universidade de Harvard, e John Siniff, especialista em comunicações, qualificaram a participação regular na Missa como um “remédio para melhorar a saúde física e mental”. O artigo do ‘USA Today’, intitulado “A religião poderia ser um medicamento milagroso”, aponta os resultados de um estudo liderado por VanderWeele e publicado em maio de 2016 na prestigiosa revista de psiquiatria JAMA Psychiatry, da Associação Americana de Medicina. O estudo, intitulado “Associação entre assistência a serviços religiosos e menores taxas de suicídio entre mulheres norte-americanas”, concluiu que “a participação frequente nos serviços religiosos estava associada com uma taxa significativamente mais baixa de suicídio”. VanderWeele e Siniff assinalaram que “a saúde e a religião estão muito ligadas” e, de acordo com o estudo publicado em meados deste ano, os adultos que vão à Missa pelo menos uma vez por semana, em comparação com aqueles que nunca vão, “apresentam um menor risco de morte na próxima década e meia”. Embora garantiram que “a ciência não se adere a uma fé ou outra, nem sugere o que a sociedade deve fazer com essa informação”, destacaram que tanto a sociedade como cada pessoa poderiam aproveitar estes resultados. As pessoas que participam da Missa, assinalaram, “estão menos propensas a fumar, ou mais propensos a parar de fumar, causando benefícios significativos para a saúde”. VanderWeele e Siniff destacaram que “algo na experiência e participação religiosa comunitária é importante. Algo poderoso parece suceder aí e melhora a saúde”. Fonte: Acidigital . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Memes, Usa Today, and 🤖: Acredika
 Nisso?
 r a Missa e Cremédio para
 melhorar a saude fisica
 e mental, assegura
 cientista de Harvard
 /ACREDITANIssooFICIAL
 OACREDITANISSO
@AcreditaNisso? O site ACI Digital informou que em uma coluna recentemente publicada no jornal americano ‘USA Today’, Tyler J. VanderWeele, professor de epidemiologia na Universidade de Harvard, e John Siniff, especialista em comunicações, qualificaram a participação regular na Missa como um “remédio para melhorar a saúde física e mental”. O artigo do ‘USA Today’, intitulado “A religião poderia ser um medicamento milagroso”, aponta os resultados de um estudo liderado por VanderWeele e publicado em maio de 2016 na prestigiosa revista de psiquiatria JAMA Psychiatry, da Associação Americana de Medicina. O estudo, intitulado “Associação entre assistência a serviços religiosos e menores taxas de suicídio entre mulheres norte-americanas”, concluiu que “a participação frequente nos serviços religiosos estava associada com uma taxa significativamente mais baixa de suicídio”. VanderWeele e Siniff assinalaram que “a saúde e a religião estão muito ligadas” e, de acordo com o estudo publicado em meados deste ano, os adultos que vão à Missa pelo menos uma vez por semana, em comparação com aqueles que nunca vão, “apresentam um menor risco de morte na próxima década e meia”. Embora garantiram que “a ciência não se adere a uma fé ou outra, nem sugere o que a sociedade deve fazer com essa informação”, destacaram que tanto a sociedade como cada pessoa poderiam aproveitar estes resultados. As pessoas que participam da Missa, assinalaram, “estão menos propensas a fumar, ou mais propensos a parar de fumar, causando benefícios significativos para a saúde”. VanderWeele e Siniff destacaram que “algo na experiência e participação religiosa comunitária é importante. Algo poderoso parece suceder aí e melhora a saúde”. Fonte: Acidigital . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? O site ACI Digital informou que em uma coluna recentemente publicada no jornal americano ‘USA Today’, Tyler J. VanderWeele, ...

Memes, Dada, and 🤖: Aced a Fome deixa as mulheres mmenos romantica sugere estudo Of VACREDITANISS00FICURL SACREDITANISSO @AcreditaNisso? Pode até parecer lógico, mas o resultado de um recente estudo surpreendeu a cientista que o conduziu. De acordo com um experimento publicado no jornal “Appetite” e reportado pela revista norte-americana “Time”, as mulheres ficam mais românticas quando estão de estômago cheio. O estudo foi elaborado pela pós-doutora em Psicologia Alice Ely, da Universidade da Califórnia, e analisou o comportamento de 20 mulheres jovens com o peso considerado normal. Elas jejuaram durante oito horas e foram expostas a imagens românticas (como casais de mãos dadas) e neutras (como a de uma bola de boliche). As reações foram captadas em um equipamento de ressonância magnética e os cientistas perceberam pouca variação de atividade cerebral em relação aos dois tipos de imagem. Em seguida, as mesmas mulheres se alimentaram e repetiram o procedimento. Desta vez, elas responderam de forma mais intensa às cenas românticas. “Em vez de ficarem ansiosas ou irritadas com a fome, elas passam a se concentrar em coisas melhores”, avaliou a pesquisadora. No grupo analisado, metade das mulheres havia feito dieta no passado e a outra metade não. Percebeu-se que entre as mulheres que já passaram por restrição alimentar, a atividade era maior. O resultado complementa uma outra pesquisa, que aponta que as pessoas que fazem dieta têm uma resposta cerebral mais intensa quando se alimentam do que as que não fazem. “Elas se sentem mais motivadas a comer. O que vemos no estudo atual é que isso [aumento na atividade cerebral] pode ir além da comida”, diz Alice Ely. A pesquisadora, no entanto, pondera que este estudo ainda é piloto e que seria necessário pesquisar um grupo maior de mulheres para chegar à conclusão definitiva - há na literatura médica estudos voltados ao comportamento masculino também. Fonte: gazetadopovo . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Memes, Dada, and 🤖: Aced a
 Fome deixa as mulheres
 mmenos romantica
 sugere estudo
 Of VACREDITANISS00FICURL
 SACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Pode até parecer lógico, mas o resultado de um recente estudo surpreendeu a cientista que o conduziu. De acordo com um experimento publicado no jornal “Appetite” e reportado pela revista norte-americana “Time”, as mulheres ficam mais românticas quando estão de estômago cheio. O estudo foi elaborado pela pós-doutora em Psicologia Alice Ely, da Universidade da Califórnia, e analisou o comportamento de 20 mulheres jovens com o peso considerado normal. Elas jejuaram durante oito horas e foram expostas a imagens românticas (como casais de mãos dadas) e neutras (como a de uma bola de boliche). As reações foram captadas em um equipamento de ressonância magnética e os cientistas perceberam pouca variação de atividade cerebral em relação aos dois tipos de imagem. Em seguida, as mesmas mulheres se alimentaram e repetiram o procedimento. Desta vez, elas responderam de forma mais intensa às cenas românticas. “Em vez de ficarem ansiosas ou irritadas com a fome, elas passam a se concentrar em coisas melhores”, avaliou a pesquisadora. No grupo analisado, metade das mulheres havia feito dieta no passado e a outra metade não. Percebeu-se que entre as mulheres que já passaram por restrição alimentar, a atividade era maior. O resultado complementa uma outra pesquisa, que aponta que as pessoas que fazem dieta têm uma resposta cerebral mais intensa quando se alimentam do que as que não fazem. “Elas se sentem mais motivadas a comer. O que vemos no estudo atual é que isso [aumento na atividade cerebral] pode ir além da comida”, diz Alice Ely. A pesquisadora, no entanto, pondera que este estudo ainda é piloto e que seria necessário pesquisar um grupo maior de mulheres para chegar à conclusão definitiva - há na literatura médica estudos voltados ao comportamento masculino também. Fonte: gazetadopovo . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Pode até parecer lógico, mas o resultado de um recente estudo surpreendeu a cientista que o conduziu. De acordo com um exper...

Memes, Charles Darwin, and Elvis Presley: Ntsso? Pessoas inteligentes dormem tarde, Sao grosseiras e baguncadas /ACREDITANIssooFICIAL OACREDITANISSO @AcreditaNisso? Quando você era criança os seus pais brigavam quando o seu quarto estava bagunçado ou quando você insistia em dormir tarde? Como você respondia? Soltava algum palavrão de vez em quando? Se a resposta é ’sim’, parabéns! Você provavelmente é uma pessoa inteligente. E não falamos isso para você se sentir bem, esse é um dado comprovado cientificamente. Calma que vamos te explicar. Em geral, dizem que as pessoas mal educadas são grosseiras porque têm um vocabulário limitado. Isso não é verdade. Quem tem o vocabulário limitado são as pessoas que não usam palavras tabu. Cientistas norte americanos realizaram uma pesquisa muito interessante: pediram a alguns voluntários que dissessem o maior número possível de grosserias e palavrões. O resultado foi inesperado: os que disseram mais palavras foram aqueles com o QI mais alto. Obviamente que a capacidade destas pessoas de falar em público também era maior. O que acontece é que uma pessoa inteligente sabe quando usar este tipo de vocabulário e quando é melhor ficar calada. Durante muito tempo, os cientistas observaram algumas pessoas de sucesso e chegaram à conclusão de que quem vai dormir tarde tem um QI mais alto. Ou seja, se você é um amante da madrugada, fique feliz, Charles Darwin, Winston Churchill e Elvis Presley também eram. A pesquisa da Universidade de Minnesota concluiu que o caos na escrivaninha não indica que uma pessoa seja desorganizada, mas que o seu cérebro está ocupado com um trabalho realmente importante. Afinal de contas, uma coisa é certa: quando o trabalho não dá certo, fazemos um monte de coisas para evitá-lo, como limpar a mesa ou apontar lápis. Os psicólogos também afirmam que um ambiente caótico inspira a criatividade, nos ajuda a pensar fora da caixa e a encontrar soluções pouco comuns para os problemas. . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Memes, Charles Darwin, and Elvis Presley: Ntsso?
 Pessoas inteligentes
 dormem tarde, Sao
 grosseiras e baguncadas
 /ACREDITANIssooFICIAL
 OACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Quando você era criança os seus pais brigavam quando o seu quarto estava bagunçado ou quando você insistia em dormir tarde? Como você respondia? Soltava algum palavrão de vez em quando? Se a resposta é ’sim’, parabéns! Você provavelmente é uma pessoa inteligente. E não falamos isso para você se sentir bem, esse é um dado comprovado cientificamente. Calma que vamos te explicar. Em geral, dizem que as pessoas mal educadas são grosseiras porque têm um vocabulário limitado. Isso não é verdade. Quem tem o vocabulário limitado são as pessoas que não usam palavras tabu. Cientistas norte americanos realizaram uma pesquisa muito interessante: pediram a alguns voluntários que dissessem o maior número possível de grosserias e palavrões. O resultado foi inesperado: os que disseram mais palavras foram aqueles com o QI mais alto. Obviamente que a capacidade destas pessoas de falar em público também era maior. O que acontece é que uma pessoa inteligente sabe quando usar este tipo de vocabulário e quando é melhor ficar calada. Durante muito tempo, os cientistas observaram algumas pessoas de sucesso e chegaram à conclusão de que quem vai dormir tarde tem um QI mais alto. Ou seja, se você é um amante da madrugada, fique feliz, Charles Darwin, Winston Churchill e Elvis Presley também eram. A pesquisa da Universidade de Minnesota concluiu que o caos na escrivaninha não indica que uma pessoa seja desorganizada, mas que o seu cérebro está ocupado com um trabalho realmente importante. Afinal de contas, uma coisa é certa: quando o trabalho não dá certo, fazemos um monte de coisas para evitá-lo, como limpar a mesa ou apontar lápis. Os psicólogos também afirmam que um ambiente caótico inspira a criatividade, nos ajuda a pensar fora da caixa e a encontrar soluções pouco comuns para os problemas. . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Quando você era criança os seus pais brigavam quando o seu quarto estava bagunçado ou quando você insistia em dormir tarde? ...

Memes, 🤖, and Perfume: Acredika Nisso? Casal transforma onibus em barbearia itinerante para cortar cabelo de moradores de rua em SP O/ACREDITANIss00FICIAL OACREDITANISSO @AcreditaNisso? Equipado com água, tesouras, pentes e maquininhas de cortar cabelo, o ônibus barbearia itinerante de Agostinho Pereira e sua esposa Érica está devolvendo um pouco de dignidade para pessoas que vivem em situação de rua. O UberBarberBus percorre as ruas das zonas norte e leste da cidade de SãoPaulo três vezes por semana. Aos sábados, o ônibus-barbearia atende em média 150 clientes. Agostinho e Érica já cortavam cabelo de forma voluntária, mas o veículo que eles usavam tinha algumas limitações. Dificultava transportar cadeiras, materiais e voluntários participantes do projeto. No meio de 2015, Agostinho decidiu trocar o carro por um ônibus. Após pesquisar, ele encontrou um modelo de viagem 1977. Ele mesmo idealizou a reforma e pagou do próprio bolso. O @uberbarberbus ficou pronto em outubro do ano passado. Além dos moradores em situação de rua, o Uber Barber Bus atende crianças e adolescentes de comunidades carentes. Agostinho também se dispõe a ensinar o ofício de barbeiro para os jovens, e pensa em criar um curso profissionalizante gratuito para quem não puder pagar. Quando há voluntários, o Uber Barber Bus também oferece serviço de manicure. “Queremos levar satisfação pessoal, aumento de autoestima… mostrar para essas pessoas que elas não estão abandonadas. Em breve, o ônibus barbearia vai ter chuveiro e roupas limpas disponíveis para os clientes. “Também quero conseguir doações de brinquedos para as crianças e de roupas. Imagina a pessoa vir, tomar banho, coloca ruma roupa nova, cortar o cabelo, quem sabe até passar um perfume? Que diferença isso pode fazer para ela?” Agostinho procura parcerias com empresas para equipar melhor o ônibus e aprimorar o serviço. Quem puder contribuir é só acessar o facebook deles (www.facebook.com-uberbarberbusoficial). Fonte: Razões Para Acreditar . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Memes, 🤖, and Perfume: Acredika
 Nisso?
 Casal transforma onibus em
 barbearia itinerante para
 cortar cabelo de moradores
 de rua em SP
 O/ACREDITANIss00FICIAL
 OACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Equipado com água, tesouras, pentes e maquininhas de cortar cabelo, o ônibus barbearia itinerante de Agostinho Pereira e sua esposa Érica está devolvendo um pouco de dignidade para pessoas que vivem em situação de rua. O UberBarberBus percorre as ruas das zonas norte e leste da cidade de SãoPaulo três vezes por semana. Aos sábados, o ônibus-barbearia atende em média 150 clientes. Agostinho e Érica já cortavam cabelo de forma voluntária, mas o veículo que eles usavam tinha algumas limitações. Dificultava transportar cadeiras, materiais e voluntários participantes do projeto. No meio de 2015, Agostinho decidiu trocar o carro por um ônibus. Após pesquisar, ele encontrou um modelo de viagem 1977. Ele mesmo idealizou a reforma e pagou do próprio bolso. O @uberbarberbus ficou pronto em outubro do ano passado. Além dos moradores em situação de rua, o Uber Barber Bus atende crianças e adolescentes de comunidades carentes. Agostinho também se dispõe a ensinar o ofício de barbeiro para os jovens, e pensa em criar um curso profissionalizante gratuito para quem não puder pagar. Quando há voluntários, o Uber Barber Bus também oferece serviço de manicure. “Queremos levar satisfação pessoal, aumento de autoestima… mostrar para essas pessoas que elas não estão abandonadas. Em breve, o ônibus barbearia vai ter chuveiro e roupas limpas disponíveis para os clientes. “Também quero conseguir doações de brinquedos para as crianças e de roupas. Imagina a pessoa vir, tomar banho, coloca ruma roupa nova, cortar o cabelo, quem sabe até passar um perfume? Que diferença isso pode fazer para ela?” Agostinho procura parcerias com empresas para equipar melhor o ônibus e aprimorar o serviço. Quem puder contribuir é só acessar o facebook deles (www.facebook.com-uberbarberbusoficial). Fonte: Razões Para Acreditar . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Equipado com água, tesouras, pentes e maquininhas de cortar cabelo, o ônibus barbearia itinerante de Agostinho Pereira e sua...

Memes, Austria, and 🤖: Precisamos de pelo menos 8 abracos por dia O O/ACREDITANISS00FICIAL OACREDITANISSO @AcreditaNisso? Segundo estudos da Universidade de Viena (Áustria), os benefícios virão quando abraçarmos alguém de quem gostamos, em quem confiamos. E mais: o efeito pode ser contrário quando o abraço vier de uma pessoa não tão agradável; segundo o autor do estudo da Universidade de Viena, o neurofisiologista Jürgen Sandkühler, quando a não gostamos daquela pessoa que nos abraça, nosso corpo libera cortisol, o hormônio do estresse. Nesses casos, interpretamos que está ocorrendo uma violação do nosso espaço pessoal, e nos sentimos ameaçados. Segundo estudos da Universidade da Carolina do Norte (EUA), as mulheres possuem um nível mais baixo de cortisol e, quando abraçam seus companheiros, têm uma baixa na pressão sanguínea. Dessa forma, o organismo feminino é o mais beneficiado com o abraço. Os pesquisadores americanos afirmaram que o apoio do parceiro está associado a níveis mais altos de oxitocina, tanto para homens quanto para mulheres, mas que o efeito potencialmente cardioprotetor da oxitocina pode ser maior para as mulheres. Há especialistas no assunto que dizem que todos nós precisamos de abraços diários para nossa sobrevivência. E que oito abraços diários seria o mínimo para isso. Uma terapeuta da família americana afirmou que “nós precisamos de 12 abraços diários para crescermos maduros”. Fonte: Pais&Filhos . Já deu um abraço hoje?! Comente! . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Memes, Austria, and 🤖: Precisamos de pelo menos
 8 abracos por dia
 O O/ACREDITANISS00FICIAL
 OACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Segundo estudos da Universidade de Viena (Áustria), os benefícios virão quando abraçarmos alguém de quem gostamos, em quem confiamos. E mais: o efeito pode ser contrário quando o abraço vier de uma pessoa não tão agradável; segundo o autor do estudo da Universidade de Viena, o neurofisiologista Jürgen Sandkühler, quando a não gostamos daquela pessoa que nos abraça, nosso corpo libera cortisol, o hormônio do estresse. Nesses casos, interpretamos que está ocorrendo uma violação do nosso espaço pessoal, e nos sentimos ameaçados. Segundo estudos da Universidade da Carolina do Norte (EUA), as mulheres possuem um nível mais baixo de cortisol e, quando abraçam seus companheiros, têm uma baixa na pressão sanguínea. Dessa forma, o organismo feminino é o mais beneficiado com o abraço. Os pesquisadores americanos afirmaram que o apoio do parceiro está associado a níveis mais altos de oxitocina, tanto para homens quanto para mulheres, mas que o efeito potencialmente cardioprotetor da oxitocina pode ser maior para as mulheres. Há especialistas no assunto que dizem que todos nós precisamos de abraços diários para nossa sobrevivência. E que oito abraços diários seria o mínimo para isso. Uma terapeuta da família americana afirmou que “nós precisamos de 12 abraços diários para crescermos maduros”. Fonte: Pais&Filhos . Já deu um abraço hoje?! Comente! . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Segundo estudos da Universidade de Viena (Áustria), os benefícios virão quando abraçarmos alguém de quem gostamos, em quem c...